Blogger Backgrounds

segunda-feira, 26 de julho de 2010

SER AVÓ, SER AVÔ

Meu marido e eu sempre sonhamos com filhos e depois com netos.

E nos perguntávamos: como será quando formos avós?

Tenho só boas lembranças de minhas avós, já que não conheci os avôs mas, convivi nas férias com meu bisavô italiano, um lindo homem de olhos claros, bochechas rosadas e um lindo sorriso.

Das avós tenho a lembrança da nonna com quem viajava nas férias, com quem aprendi a fazer molho para macarronada e ver a força de uma mulher que criou 8 filhos depois da morte prematura do marido. Era uma baixinha clara como seu pai e com os mesmos olhos vivos - exigente com os filhos mas amorosa nas atitudes. Era a nonna Irma.

A outra avó, a Francisca, que chamamos sempre de Vovó Chica era um doce de pessoa. Com toda sua menirice, estava sempre calma, cheirosa, de bem com a vida e assim viveu até os 98 anos - lúcida e ainda com planos para a vida.

Com ela aprendi a fazer crochê, a cozinhar (era uma cozinheira de mão cheia) e a ver o lado bom das coisas, da pessoas, a não julgar, a ser valente diante dos obstáculos e, sempre que possível... não viver reclamando.

Essas duas mulheres, minhas avós, deixaram marcas na minha vida, na minha mente, no meu coração e delas estou sempre me lembrando, como se eu estivesse com elas na semana passada...

E, sempre quis ser uma boa avó, o que minha mãe também sonhou mas que teve pouco tempo para usufruir, pois faleceu quando os netos eram pequenos. Porém, mesmo assim é lembrada com carinho e saudade por eles - o tempo de convivência foi pequeno mas valeu por toda uma vida.

Quando chegou minha hora de ser avó... nossa, foi uma festa! Fiz planos junto com meu marido e hoje, quando a mais velha já vai fazer 12 anos e a menor 9 no ano que vem, fico pensando: como sou como avó?

Tomara que seja... uma vovó legal, pois o vovô, ah, esse é o melhor do mundo, e é difícil concorrer com ele...

Só espero que, conforme a vida for passando, elas, um dia, tenham de mim as mesmas lembranças que tenho das minhas avós e que tenham aprendido alguma coisa comigo.

Ser avó, ser avô é uma experiência única, pois é a vida se refazendo na forma de netos.

Às minhas netas desejo toda a felicidade do mundo. Que elas sejam pessoas boas, corajosas, verdadeiras, leves, alegres e que possam ser sempre... minhas netas amadas.

Beijos da Vovó Mima para Pih e Mah.

Um comentário:

Noah disse...

Sabe Mima, vou te confessar uma coisa, estou 'maluca' para ser avó, mas nada indica que serei tão cedo. Snif
Te peço licença e o privilégio de me aceitares como tua seguidora.