Blogger Backgrounds

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

MAMÍFEROS


Somos mamíferos
Do mesmo modo que o são
O cão e o gato,
A ovelha, o coelho, o lobo,
O lince, a vaca,
O canguru, a paca,
O leão,
O chimpanzé e o rato...
Mamíferos,
Dependentes dos ductos lactíferos
Do mesmo modo que são os dromedários,
Nossos irmãos de hábitos mamários,
Como também o camelo, o leão marinho, a anta, o mico-leão-dourado,
A onça parda,
A onça pintada,
O quati,
O tamanduá
E o leopardo...
Que coisa boa:
Mamíferos como a leitoa
E os bacurinhos,
E quase, como eles, tão lindinhos...
Somos mamíferos
Como o elefante africano,
Da mesma forma que o rinoceronte...
Alimentamo-nos da mesma fonte
Que o texugo mama
E onde também a lhama...
Dependuramo-nos na mesma mama...
Irmãos da mesma livre demanda
Da ratazana,
Da jaguatirica,
Da onça pintada
E do urso panda...
E embora apaixonados por teorias,
Por técnicas controvérsias, prós e contras,
Somos mamíferos
Como são os lobos, quem diria,
E os hipopótamos, os javalis e as lontras...
Como o morcego lanudo
E o ratinho caseiro,
Somos da mesma forma atraídos pelo cheiro
Do leite do peito.
E não tem jeito:
Somos mamíferos.
Alimentamo-nos das mesmas mamas cheias
Do modo como se alimentam as baleias
(e porque não, gnomos e sereias?)
e da mesma maneira
que alimentam-se a toupeira
E o canguru e o boto
E o rato-do-campo-do-rabo-curto,
O tatu-peba, se não me engano,
E ainda o tigre siberiano,
Do mesmo modo que eles
Nós mamamos...
Mesma atração instintiva por mamilos
Que possuem os veados e os esquilos,
E da mesma forma que a baleia anã,
Nossa irmãzinha,
Somos os filhos da apojadura
Como o arminho,
Como a doninha,
Como a fuinha...
Somos os donos da próxima mamada
Como os sacarrabos,
Como os gatos bravos,
Como a onça bastarda...
Somos mamíferos,
E como nossos irmãos do peito
Sobrevivemos aos milênios do mesmo jeito:
Ninho, aconchego, calor,
E leite quente,
Naturalmente...
E muito embora
Aparentemente
Mais inteligentes,
Nós, homo-sapiens,
Não nos enganemos:
Do mesmo modo que os irmãos que temos,
Que mamam da mesma forma que o fazemos,
E crescem do mesmo modo que crescemos,
A mesma mama,
A mesma sucção,
Por que é que ainda não nos convencemos?
Somos mamíferos...
Por que é que tanta gente acha que não?

Luis Alberto Mussa Tavares

sábado, 24 de janeiro de 2009

VIVA SÃO PAULO!!!

Não sou paulistana, mas aqui tenho meu lar há mais de trinta anos. A cidade, desde o primeiro dia nos recebeu de braços abertos, nos acarinhou em seu colo e nos fez felizes.

Hoje me sinto uma campitana... uma campineira que também é paulistana...

E olhe que sou até mais orgulhosa da cidade que muitos paulistanos que conheço - sempre me pego defendendo a cidade, não deixando que dela falem mal...

Então, quando mais um aniversário será comemorado, só posso desejar que São Paulo continúe a ser generosa a tantos quantos aqui vivem;
que ela ajude na realização de sonhos sonhados com a felicidade, o trabalho, a alegria;
que ela seja charmosa, elegante, educada. que respeite as diferenças;
que ela seja cuidada com generosidade por todos nós, querendo que aqui seja sempre um bom lugar pra se viver.

Parabéns, São Paulo!!!

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

EQUILÍBRIO


Para sentir-me pleno, tenho que ser estável.
Para ser estável, é necessário equilíbrio.

O equilíbrio entre:

Ser alegre, e não inconveniente.
Ser sincero, e não machucar.
Ser firme nas idéias, e não arrogante.
Ser humilde, e não submisso.
Ser rápido, e não impreciso.
Ser contente, e não complacente.
Ser despreocupado, e não descuidado.
Ser amoroso, e não pegajoso.
Ser pacífico, e não passivo.
Ser disciplinado, e não rígido.
Ser flexível, e não frouxo.
Ser comunicativo, e não exagerado.
Ser obediente, e não cego.
Ser doce, e não melado.
Ser moldável, e não tolo.
Ser introspectivo, e não enclausurado.
Ser determinado, e não teimoso.
Ser corajoso, e não agressivo.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Site MUITO legal!!!

Recomendo um site muito bom, interessante, divertido, onde poderão passar momentos... e até horas gostosas.
Anotem: www.betobrito.com.br
Espero que curtam - como eu curti...

Que passa???


Amanhã Barack Obama tomará posse como o novo presidente dos Estados Unidos. Festas até já começaram, mas a principal será amanhã...

Fico imaginando como será a noite desse homem...
Será que ele vai conseguir dormir?
Será que ele, se dormir, vai sonhar bons sonhos ou ter um terrível pesadelo?

E suas crianças? Como será a noite delas? Se eu fosse uma delas nem dormiria de tão ansiosa que estaria... Já pensou serem "primeira e segunda crianças"? É, porque se esposa é primeira dama, as filhas são isso mesmo... primeira e segunda crianças...

E no colégio? Serão cobradas mais que as outras? Serão objeto de curiosidade? Olhe, vai ser mesmo uma barra pra essas duas...

O vestido da primeira dama, Michelle, já foi escolhido e deve ser bem elegante... Afinal de contas, o mundo estará assistindo e, é claro, comentando... Li que os costureiros tomaram o maior cuidado pra que as convidadas não tivessem vestidos repetidos... Já pensou que chato???

Bom, como não sou primeira dama... a não ser da minha casa (o que não é nada pouco, diga-se de passagem...), também vou assistir à posse, acho que até vou me emocionar e vou ficar na maior torcida pra que esse homem seja um grande presidente, não só para o bem de seu país, mas que isso possa se refletir a outros cantos deste nosso pequeno grande mundo.

Boa sorte, Barack Obama!!!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

CONSELHOS PARA TER UM INFARTO FELIZ

Dr. Ernesto Artur - Cardiologista

1. Cuide de seu trabalho antes de tudo. As necessidades pessoais e familiares são secundárias.
2. Trabalhe aos sábados o dia inteiro e, se puder também aos domingos.
3. Se não puder permanecer no escritório à noite, leve trabalho para casa e trabalhe até tarde.
4. Ao invés de dizer não, diga sempre sim a tudo que lhe solicitarem.
5. Procure fazer parte de todas as comissões, comitês, diretorias, conselhos e aceite todos os convites para conferências,
seminários, encontros, reuniões, simpósios etc.
6. Não se dê ao luxo de um café da manhã ou uma refeição tranqüila. Pelo contrário, não perca tempo e aproveite o horário
das refeições para fechar negócios ou fazer reuniões importantes.
7. Não perca tempo fazendo ginástica, nadando, pescando, jogando bola ou tênis. Afinal, tempo é dinheiro.
8. Nunca tire férias, você não precisa disso. Lembre-se que você é de ferro. (e ferro , enferruja!!. .rs)
9. Centralize todo o trabalho em você, controle e examine tudo para ver se nada está errado.
Delegar é pura bobagem; é tudo com você mesmo.
10. Se sentir que está perdendo o ritmo, o fôlego e pintar aquela dor de estômago, tome logo estimulantes, energéticos e
anti-ácidos. Eles vão te deixar tinindo.
11. Se tiver dificuldades em dormir não perca tempo: tome calmantes e sedativos de todos os tipos. Agem rápido e são
baratos.
12. E por último, o mais importante: não se permita ter momentos de oração, meditação, audição de uma boa música e reflexão sobre sua vida. Isto é para crédulos e tolos sensíveis. Repita para si: Eu não perco tempo com bobagens.

Se você quiser infartar... siga estes conselhos...
Mas... acho melhor se cuidar... e ficar por aqui...

domingo, 11 de janeiro de 2009

A PRECE DE MARIA


Poesia Gauchesca

Autor: Moacir D'Avila Severo

O Sol desce na amplitude do espaço
Na intensão de esconder-se no horizonte,
Rosto redondo, com sorriso encabulado,
Ruborizando o azul da água da fonte

Os ponteiros do relógio se perfilam.
São seis horas, é outono, é fim de dia.
Maria, então, olha o céu e de mãos postas
Mexe os lábios murmurando: - Ave Maria!

Em sua prece diz que o peão teme que a sorte
Lhe tire o campo onde liberto ele se sente.
E o leve ao povo, ao arrabalde, à beira rio,
Pra ver seu rancho mergulhado nas enchentes.

Diz que o pé que tapa a cova com sementes
Não se acostuma com calçados nem calçadas.
Que sem ofício o peão irá procurar vícios
Perdendo o amor que tem na china e na piazada.

Me fere a alma ao vê-la findar a prece,
Quando agradece o tão pouco que ela tem.
Mas se não tem nada além de ser Maria,
Conforta a fé que tem na Maria do além.

sábado, 3 de janeiro de 2009

A MÚSICA E EU

Sempre tive uma forte ligação com a música. Minha mãe ouvia muito e me lembro que quando ela ganhou uma rádio-vitrola de meu pai, junto chegou um vinil com músicas de Strauss, entre elas a sua preferida: Valsa do Imperador.

Sempre que ouço essa música revejo o rosto dela surpresa e feliz com o presente, com o carinho do marido e com a música de Strauss.

Aps domingos eu ia com meu tio Dito à missa na catedral de Campinas, mas no horário da missa cantada. Essa missa tinha coral, órgão de muitos tubos e muitas flores nos altares. Esse tio era deficiente visual (já falei sobre ele anteriormente), professor e tocador de bandolim. Adorava música e mais pela música íamos à missa na catedral.

Eu era pequenininha e, quando a música começava ele dizia para que tirasse o sapatinho para sentir a vibração da música. "Sinta", ele dizia, "como quando os homens cantam a vibração é diferente de quando as mulheres cantam... Sinta os violinos, o órgão... Que maravilha!"

Fazia o que ele dizia e sentia o que ele queria que eu sentisse e, que maravilha mesmo era a vibração percebida nos pés e a emoção de uma menininha começando a amar a música.

Fui crescendo e nas aulas de piano com o professor Mário de Túllio me sentia um pouco frustrada, pois queria tocar como tocavam os pianistas dos discos da mamãe... Ele me dizia para ter paciência, que eles também começaram como eu...

Elvis Presley chegou e com ele o amor pelo rock - ouvido e dançado na maior animação. Boleros dançados de rosto colado com o namorado, os filmes musicais...

Hoje continuo ouvindo, curtindo e me emocionando, me alegrando com a música. Umas alegram, outras emocionam e outras...

Uma das que mais gosto me faz chorar toda vez que a ouço: é Casinha Branca. Essa música me dá saudade de um lugar que não sei onde está, e saudade de uma casinha branca com varanda que um dia eu devo ter tido. Nessa casinha eu devo ter sido muito feliz, pois é uma saudade gostosa, uma volta para aquela varanda que devia ter uma trepadeira florida, uma rede pra descansar e um moço bonito tocando violão só pra mim...

Essas sensações gosto de ter... e tomara que, quando eu estiver bem velhinha continue a me alegrar, a chorar, a me emocionar ouvindo Taiguara cantando Modinha.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

A ÚLTIMA PEDRA - Roberto Shinyashiki

Gosto de uma música que Frank Sinatra costumava cantar - My way. O curioso é que só fui prestar atenção na letra dessa canção quando escrevia este texto. Ela diz mais ou menos assim: “Se eu acertei ou se errei, fiz isso da minha maneira”.

Quando olho para trás, percebo que fiz muitas bobagens. Acertei bastante, mas também errei bastante.

Quando olho para diante, tenho certeza de que vou acertar e errar bastante também. É impossível acertar sempre. Mas o importante é que não gastemos nosso tempo nem nossa energia nos torturando.

A autocrítica pelo que não deu certo, além de ser nociva para a saúde, faz que a gente perca os passarinhos que a vida nos oferece no presente.

Um dia destes, um dos meus filhos me perguntou por que eu tomei determinada decisão estúpida tempos atrás. Respondi que me arrependia do que tinha feito, mas expliquei que, naquele momento, minha atitude me parecia lógica.

Se eu tivesse o conhecimento e a maturidade de hoje, certamente a decisão seria diferente.

Por isso é que lhe digo: não se torture por algo que não deu certo no passado.

Talvez você tenha escolhido a pessoa errada para casar.

Talvez tenha saído da melhor empresa onde poderia trabalhar.

Talvez tenha mandado uma filha grávida embora de casa.

Não importa o que você fez, não se torture.

Apenas perceba, o que é possível fazer para consertar essa situação e faça.

Se você sente culpa, perdoe-se.

E, principalmente, compreenda que agiu assim porque, na ocasião, era o que achava melhor fazer.

Há uma história de que gosto muito: um pescador chegou à praia de madrugada para o trabalho e encontrou um saquinho cheio de pedras. Ainda no escuro começou a jogar as pedras no mar.

Enquanto fazia isso, o dia foi clareando até que, ao se preparar para jogar a última pedra, percebeu que era preciosa!

Ficou arrependido e comentou o incidente com um amigo que lhe disse:

– Realmente, seria melhor se você prestasse mais atenção no que faz, mas ainda bem que sobrou a última pedra!

Existem pessoas que não prestam atenção no que fazem e depois passam a vida inteira arrependidas pelo que não fizeram, mas poderiam ter feito, e se martirizam por seus erros.

Se você está agindo assim, deixo-lhe uma mensagem especial: não gaste seu tempo com remorsos nem arrependimentos.

Reconheça o erro que cometeu, peça desculpas e continue sua vida.

Você ainda tem muitas pedras preciosas no coração: muitos momentos lindos para viver e muitos erros para cometer.

Aproveite as oportunidades e curta plenamente a vida.

Curta os passarinhos. Eles são os presentes do universo para você!

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

RENOVAR... Renovar?


Hoje é o primeiro dia do ano e parece que as pessoas querem renovação... Mas, renovação de quê²

Fazemos promessa sempre que um ano está indo embora e ontro está chegando: emagrecer, fazer exercício, aprender uma língua, viajar, arrumar novo emprego, novo amor...

Mas, conforme os dias vão passando, com a rotina do dia-a-dia as promessas vão se perdendo e tudo acaba ficando na mesma: não emagrecemos nem fazemos exercício, a nova língua é esquecida e emprego, o amor sonhados... nada... tudo continua na mesma...

Não sei até que ponto precisamos de tantas mudanças, tantas de uma vez só...

Mudando um pouco por dia acho que só assim atingiremos alguns de nossos sonhos, aqueles sonhados na virada do ano.

De minha parte, gostaria de mudar muita coisa mas, acho que vou começar a pensar só na segunda-feira, afinal de contas, quem começa alguma coisa no meio da semana???

Nem eu...