Blogger Backgrounds

sábado, 6 de março de 2010

FELICIDADE

Ela veio bater à minha porta
e falou-me, a sorrir, subindo a escada:
"Bom dia, árvore velha e desfolhada!"
E eu respondi: "Bom dia, folha morta!"

Entrou: e nunca mais me disse nada...
Até que um dia (quando, pouco importa!)
houve canções na ramaria torta
e houve bandos de noivos pela estrada...

Então, chamou-me e disse: "Vou-me embora!
Sou a Felicidade! Vive agora
da lembrança do muito que te fiz!"

E foi assim que, em plena primavera,
só quando ela partiu, contou quem era...
E nunca mais eu me senti feliz!

Guilherme de Almeda (Campinas, SP - 24/7/1890; São Paulo, SP - 11/7/1969. Em 1958, foi coroado o quarto "Príncipe dos Poetas Brasileiros" (depois de Bilac, Alberto de Oliveira e Olegário Mariano).



Aprendi a gostar dessa poesia com minha mãe... Ela sempre me dizia: "Mima, você precisa conhecer as poesias de Guilherme de Almeida que, além de ser um grande e inspirado poeta, é nosso conterrâneo... nasceu em Campinas..."
E, ela tinha mesmo muita razão... essa poesia, em particular, é das que gosto mais...
 
Tomara que gostem também...

2 comentários:

Anônimo disse...

Que recanto mais agradável. Passaria dias e dias com suas receitas, músicas prediletas e poesias com as do Guilherme de Almeida e Lya Luft. Não sou de Campinas mas hoje tenho uma forte ligação com esta cidade. Minha mãe e minha irmã moram aí. Agora tenho mais uma razão para admirá-la.
Um grande abraço. Venha sentar-se à mesa do poeta, será um prazer.
Um abraço do Braga

Marly disse...

Mima, que delícia de sensação de felicidade experimentei ao entrar em seu recanto. Minha alma se encantou com as músicas, os vídeos, textos e com seu jeito especial e tão simples de ser feliz. Parabéns, e principalmente obrigada por esses momentos.
Um beijo
Marly